6 situações que podem prejudicar sua busca por um novo emprego

Nesta reflexão quero conversar com você sobre 6 situações que podem prejudicar sua busca por um novo emprego, pelo menos momentaneamente, esse foi um tema solicitado por um aluno do Programa Recolocação Profissional 2.0, achei válido compartilhar no blog para que outras pessoas tenham acesso também e percebam que isso acontece com várias pessoas, mas é possível passar por essa fase e voltar ao eixo.

Entre o desejo e necessidade de se recolocar muitas ocorrem muitos contratempos que podem dificultar o processo de recolocação profissional.

Vamos refletir um pouco sobre como lidar com alguns deles, não com intuito de dar uma fórmula mágica, mas de ampliar a mente para novas reflexões e novas ações, combinado?

  1. Procrastinação

Procrastinar, essa é uma situação que depende única e exclusivamente de você, só você tem o PODER de mudar e virar o JOGO, mas para entendermos melhor…

O que quer dizer procrastinação?

Trata-se do diferimento ou adiamento de uma ação. Para a pessoa que está a procrastinar, isso resulta em stress, sensação de culpa, perda de produtividade e vergonha em relação aos outros, por não cumprir com as suas responsabilidades e compromissos. Embora a procrastinação seja considerada normal, torna-se um problema quando impede o funcionamento normal das ações.

Muitas vezes sabemos o que precisamos fazer, mas não fazemos, acabamos deixando para amanhã.

O problema é que no dia seguinte a ação também fica para outro dia, para outra semana, nesse processo passam-se meses que vão se arrastando, quando nos damos conta o ano mudou e nada em relação aquele tema importante de fato aconteceu. É fundamental identificar se está nesse ciclo e sair dele o mais rápido possível.

No processo de recolocação profissional não é diferente, porque quem está trabalhando sua empregabilidade sabe que tem uma série de ações importantes que precisam ser realizadas diariamente, semanalmente para se fazer presente, mas a falta de experiência com esse processo ou a “vergonha” que algumas pessoas sentem (o que deveria ser proibido na sua mente, porque isso não é motivo de vergonha), a quantidade de tarefas em casa, ou outros motivos fazem com que algumas pessoas posterguem as ações assertivas para o dia seguinte, para semana seguinte e quando vê, o ano acabou e outro começou e nada mudou.

Como diz a imagem acima: “FAZER COISAS É O QUE MUDA ALGO” – Inclua AÇÃO com INTENÇÃO no dia a dia.

Faça pelo menos 3 ações importantes por dia com foco na sua recolocação, se priorize! Se não fizer isso, vai fazer coisas que são prioridades para outras pessoas.

  1. Querer saber de tudo para depois entrar em ação (armadilha do conhecimento)

Vivemos em uma época que a informação está a nosso dispor o tempo todo, nunca na história da humanidade foi tão fácil ter acesso a qualquer tema, isso é muito bom e muitas vezes muito ruim quando acreditamos que precisamos saber sempre mais para entrarmos em ação.

Você com certeza tem conhecimento suficiente neste momento para acelerar seu processo de recolocação, especialmente se vem acompanhando e colocando em ação o que compartilho aqui no meu blog, no canal no YouTube ou no Programa Recolocação Profissional 2.0 onde entrego muito mais que conhecimento, entrego o passo a passo para uma virada positiva neste jogo, se você está me acompanhando de algum modo, você tem conhecimento suficiente para AGIR de forma assertiva.

Muitos alunos nem concluíram o Programa RP2.0 e já se recolocaram, não por milagres ou golpe de sorte, foi simplesmente por terem colocado ação em suas intenções, a Fé ajuda muito se fizermos nossa parte, colocando em prática o que estamos aprendendo e aumentando esse conhecimento na medida que vamos colocando em prática o conhecimento inicial. Exemplo:

Cada um irá conseguir resultados no seu tempo, mas podemos acelerar esse tempo, com Foco, Consistência e Ação com Intenção!

Se você está mais tempo do que gostaria fora do mercado, mesmo fazendo as coisas certas, primeiro entenda que de fato o mercado está mais concorrido e tem demorado para maioria mais tempo do que o desejado, com algumas exceções, se está desafiante fazendo as coisas certas, quanto tempo levaria se você não estivesse fazendo sua parte? Logo as coisas vão acontecer, o que tem que ser nosso, sempre dá um jeito  de chegar a nós, mas vamos avaliar se podemos fazer algo para ajudar o universo conspirar a nosso favor:

Avalie onde você pode colocar mais foco e energia para as coisas avançarem mais rápido, quando focamos na solução, encontramos novos caminhos, temos novos olhares, mudamos as estratégias sem precisar mudar o objetivo e quando somos sinceros conosco notamos que muitas vezes pegamos alguns atalhos que mais nos afastam do objetivo do que nos ajudam.

A falta de clareza e foco são exemplos, outro ponto é querer se recolocar, empreender e passar em concurso tudo no mesmo mês, isso também atrapalha o processo em vez de ajudar. Entenda…Você pode tudo, mas não tudo ao mesmo tempo!

  1. Doença

Ninguém escolhe o dia de ficar doente, tem momentos que a pessoa que está doente só tem a nós naquele momento para estar mais presente no dia a dia dela, isso quando o “paciente” não é a pessoa que está buscando recolocação. Se este último for o seu caso, se concentre na sua cura, nada é mais importante que a nossa saúde, o emprego é uma das coisas importantes, mas nunca a mais importante quando o assunto é saúde.

Tem momentos que tudo que o outro precisa é da nossa atenção, nesses casos quando tiver um tempinho por menor que seja, se faça presente nos grupos, gere valor de algum modo, nem que seja uma vez por semana para não ser esquecido e assim que as coisas se ajeitarem volte a colocar foco e atenção na sua recolocação, com carga total, mas lembre-se: Existe um tempo para cada coisa!

Tem momentos que ajudamos no processo de cura pelo simples fato do outro ter a certeza que não está sozinho e que pode contar com pessoas como você, seja grato por ser uma dessas pessoas especiais que são tudo para o outro no momento que o outro mais precisa, lá na frente tudo isso será recompensado e olhará para trás e pensará:

“Valeu a pena, faria isso novamente se fosse necessário”

Quando for possível faça revezamento, normalmente tem outras pessoas que podem ajudar nesse processo, não tente resolver tudo sozinho, peça ajuda, assim poderá fazer algumas ações ao longo da semana. 

  1. Morte de um familiar ou amigo muito próximo

Temos poucas certezas nessa vida, uma delas é que a vida aqui na terra é finita. Um dia, mais cedo ou mais tarde vai chegar nossa hora e daqueles que amamos, mas infelizmente nunca estamos totalmente preparados para isso, indiferente de crença/religião.

Tem coisas que a gente aprende vivendo, não tem treinamento preparatório, mas tenho alunos que ficaram ao lado das pessoas que amam até os últimos dias e ficaram em paz, fizeram o seu melhor enquanto puderam, agora restam as lembranças dos melhores momentos, a alegria de ter compartilhado a vida com alguém que fez a diferença na sua vida e a gratidão pelo tempo que lhe é concedido para fazer o melhor que puder com o presente que é VIVER.

A melhor forma de homenagear as pessoas que amamos é honrando o nome delas com boas ações, boas lembranças, orações, emanando paz e luz. Acreditar no reencontro nos conforta, eu particularmente acredito que mudamos de plano, mas um dia nos reencontraremos em outra dimensão, na pátria espiritual.

Gosto do ditado que diz:

Nós estamos no mundo, mas não somos deste mundo!

Viva seu luto, não ignore, mas não se demore, quanto antes retomar as atividades no seu tempo, com consistência, mais rápido conseguirá voltar para o foco, mas não se force muito, apenas tente dar alguns passos diários na direção de ficar bem, se necessário busque ajuda religiosa, profissional, com os amigos e com os familiares. Juntos somos mais fortes!

  1. Falta de recurso para pagar as contas do mês

Cada um está vivendo um momento, as ideias abaixo são para quem está vivendo situações extremas ou para quem deseja evitá-las!

Às vezes a situação está tão complicada financeiramente que algumas pessoas simplesmente travam, isso é muito ruim, porque enquanto não sair desse ciclo as coisas não melhoram. Por vezes precisamos sair do papel que estamos vivendo e olharmos por cima da situação, como se fosse um observador neutro e fazermos algumas perguntas poderosas para gerar novas ideias, para novas ações.

A busca pelo emprego ideal, com o salário ideal (mas sem os contatos e ações assertivas com consistência), podem levar a esse contexto, se chegou nessa situação pense:

O que eu posso fazer agora com a capacidade que eu tenho para gerar dinheiro rápido de modo digno e honesto?

Seja algo ligado a consultoria, aulas particulares, motorista de aplicativo, organização e limpeza, vendas de produtos online ou porta em porta, doces, bolos, artesanato, comida em geral, serviço de segurança em eventos, promoter, algum tipo de serviço ou arte que você domina, tudo isso pode se tornar monetizado.

Pense no assunto, avalie com calma, veja o que é possível fazer de imediato, sempre tem alguém precisando comprar, contratar ou aprender algo que você já domina.

  • Conheço pessoas que enquanto buscavam recolocação prestaram serviços de “Cozinhar na casa de quem os contratavam” claro que eles dominam a arte culinária e fazem coisas incríveis. Quando os amigos desejavam fazer um evento bacana, contratavam eles.
  • Conheço outros que monetizaram o hobby de artesanato e mesmo depois que conseguiram emprego, continuaram com essa atividade como uma renda extra.
  • Conheço profissionais que dominam a arte de administrar que começaram a oferecer serviços de consultorias para pequenos empresários e hoje trabalham em empresa de médio porte e continuam prestando serviço de consultoria como uma (renda extra).
  • Tem profissionais que são ótimos na arte de organização, de fazer massagem, em cuidar de animais, em fazer unhas, em fazer churrasco, em vender (tudo isso pode ser monetizado)

São algumas sugestões simples que podem gerar outras mais interessantes, quero apenas que você pense que é possível usar alguns dos seus talentos imediatamente. Depois me conta aqui o que você decidiu colocar em ação!

  1. Depressão

Depressão é um tema muito sério e ignorado por muita gente, inclusive os familiares que no início não entende o que está acontecendo, alguns acham que é preguiça, corpo mole, outros usam o termo “frescura”, deveríamos ser mais humanos e caridosos porque ninguém está livre de ter essa doença. Eu já passei por isso, foi uma depressão leve, mas o suficiente para entender que não tem nada de frescura nisso e que quanto antes tratarmos, antes saímos dessa e voltamos ao foco, colocando energia no que verdadeiramente importa.

Uma pessoa depressiva dependendo do grau não consegue mais avançar sozinha, só que depressão tem cura, requer cuidados e muitas vezes é importante e necessário o acompanhamento de um profissional qualificado para fazer um diagnóstico adequado e depois entrar com o tratamento necessário.

Se você não tem mais vontade de sair da cama, de tomar banho, de se arrumar, se não acredita mais em você, nem no mercado, se não tem ânimo nem vontade de ir fazer entrevista ou quando vai não acredita que vai conseguir a vaga, busque ajuda, eu conheço pessoas que tiveram algum desses sintomas, no caso de um especificamente que estou lembrando no momento, ele buscou ajuda e no final descobriu que nem era depressão, vários médicos tinham dado esse diagnóstico, mas depois de vários exames, ele acabou descobrindo que estava com um “problema endócrino” que geravam sintomas parecidos com os sintomas da depressão.

Com o diagnóstico correto foi mais fácil tomar a medicação necessária e voltar mais rápido para o estado de saúde adequado para avançar na sua recolocação, pouco tempo depois recebi essa mensagem dele.

Espero que essa reflexão te anime a buscar ajuda especializada se for o caso e que você entre em ação ainda hoje, fazendo o que é possível com o conhecimento que você tem e buscando mais, caso tenha esgotado as ações necessárias em cima do que você possui de conhecimento, o blog está aí para ajudar, o YouTube e o Programa RP2.0 também!

Sucesso e até o próximo artigo,  escreve nos comentários se fez algum sentido para você!

Janaina Lima

PS: Se você gostou dessa reflexão também vai gostar de ler esse [Artigo com Vídeo] Os 8 Erros que atrapalham sua busca por um Novo Emprego! [Cuidado]

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!