[Artigo com vídeo] – Recolocação Profissional – Tudo isso é temporário

Quando estamos buscando uma Recolocação Profissional, em alguns momentos críticos, esquecemos que tudo isso é temporário.

Por ter passado por tudo isso, sei que é normal estarmos ou passarmos por essas fases:

1 – Preocupação / Medo

2 – Ansiedade / Euforia

3 – Desânimo / Frustração

4 – Resiliência / Sabedoria

5 – Aprendizado / Vitória

Vamos falar um pouco de cada uma dessas fases?

Mas sei que tem gente nova chegando aqui no blog, então antes deixa eu dizer quem sou eu para tocar nesse assunto com tanta segurança?

Eu sou uma Mentora e Coach de Recolocação Profissional e Empregabilidade que passou mais de 15 anos da vida contratando e treinando mais de 10.000 profissionais em 4 estados do Brasil, mas que em 2014 também ficou desempregada e vivenciou todas essas fases citada acima, mas que venceu, superou, se recolocou e há 3 anos ajuda centenas e centenas de profissionais a vencerem essa fase temporária também!

Eu sei que não é nada fácil, mas não é fácil para ninguém, temos que ter muito respeito e cuidado com quem está vivendo esse momento.

Esse respeito tem que vir da parte de todos (Familiares, Amigos, Colegas, Profissionais de RH, Gestores Contratantes, etc.)

A maioria das pessoas não escolhem ser demitidas, com exceção àqueles que insistem em não se adequar a empresa, os demais estão batalhando, fazendo o seu melhor, fazendo planos, assumindo contas para proporcionar um lar e conforto a seus familiares, para continuar estudando, são pessoas que depositaram esperança e acreditaram que se fizessem o melhor iriam continuar trabalhando.

De repente elas se encontram sem chão, porque por algum motivo, seja ele político e/ou econômico, a empresa precisou demitir profissionais que até pouco tempo escolhiam onde poderiam trabalhar, alguns hoje pensam que escolheram errado, mas como saber se não tentarmos?

Todos queremos crescer e se desenvolver, estar empregado é o sonho da maioria da população, porque não é só por questão de dinheiro, que óbvio, é o que paga as contas, mas é também por uma questão de identidade profissional, gostamos de dizer algo como:

“Eu sou a Janaína Lima da JL Treinamentos & Desenvolvimento Profissional”, “Eu sou o João da Camargo Corrêa”, “Eu sou a Ana da Unilever”, percebe?

Carregamos o nome das empresas onde trabalhamos e isso se incorpora à nossa identidade, quando você manda alguém embora, vai embora o dinheiro que ela contava mensalmente, mas vai embora também sentimentos e emoções que o dinheiro não tem como comprar, só peço a todos um pouco mais de RESPEITO!

Sempre que possível dê retorno quanto as entrevistas realizadas, esses profissionais se prepararam para falar com os recrutadores, ficaram cheios de expectativas, gastaram para chegar até vocês, não estou nem cobrando feedback de currículos enviados porque isso eu como fui recrutadora sei que é quase impossível dependendo do volume de currículos que vocês recebem e de entrevistas realizadas, mas se for possível, faça isso também e não descriminem ninguém por causa da idade.

Se Deus quiser a maioria das pessoas vão envelhecer com saúde e com disposição e o trabalho ajuda a ter saúde mental e física, porque não nascemos para ficarmos parados e sim para nos movimentarmos e usarmos nossa mente adequadamente e agora com as novas regras para aposentadoria, trabalhar não será opcional é questão de sobrevivência mesmo.

E tem mais, se os profissionais mais experientes não tiverem emprego, será que os jovens vão conseguir bancar a aposentadoria de todos?

Claro que não!

Todos sabem qual é a resposta, mas se todos sabem, porque não lembrar que você que está trabalhando hoje também vai envelhecer, será que você vai gostar de ser jogado para escanteio? Pense nisso!

Eduque seus gestores sobre a importância de ter profissionais Jr, Pleno e Sênior, esses últimos podem valer ouro para empresas que têm visão e forem mais estratégicas.

Educar a empresa para contratar quem hoje é mais “velho” que você, revela sabedoria para ter as portas abertas quando você também ficar mais sênior.

Quem está há algum tempo fora do mercado sente PREOCUPAÇÃO e MEDO, nunca tivemos tantas pessoas disponíveis de uma única vez, pelo menos nos meus mais de 15 anos de experiência com recrutamento, seleção e treinamento, não lembro de nada parecido. Isso gera:

  • Preocupação quanto ao tempo ficará fora do mercado;
  • Se isso vai prejudicar de alguma forma sua carreira;
  • Se vai conseguir administrar o que levou anos para juntar pensando em prosperar;
  • Se vai conseguir assumir os compromissos assumidos até então, tudo isso causa medo.

Medo esse que se não for bem administrado, causa ANSIEDADE, EUFORIA, tudo isso com a cobrança dos familiares e dos amigos perguntando:

Quando vai acabar essa vida boa?

Desistiu de procurar emprego?

Por que está tão difícil para você?

Onde estão seus seus amigos que você tanto ajudou?

Entre tantos outros comentários, quem profere nem imagina o quanto dói, o quanto fere quem já está sensível, tem muita gente se fazendo de e forte para não abater outros familiares.

Se me permite uma sugestão…

Evite este tipo de comentário, se você quer ajudar de verdade:

  1. Ajude indicando oportunidades;
  2. Marcando a pessoa em vagas que você localiza nas redes sociais;
  3. Coloque essa pessoa em suas orações;
  4. Fale bem dela para seus contatos;
  5. Incentive de alguma maneira com informações relevantes, com conteúdo de valor.
  6. Dê algum toque de algo que você perceba que vai ajudá-la a avançar na busca de um novo emprego.

Mas por favor, evite comentários que não agregam nada, muito ajuda quem não atrapalha!

Porque esse tipo de atitude desperta outras emoções como: DESÂNIMO / FRUSTRAÇÃO.

Normalmente quem está fora do mercado que não se aposentou com um valor digno para viver bem, ou vira empreendedor, ou quer voltar a trabalhar em outra empresa, não está disponível porque gosta de não ter horário para acordar, nem para dormir, isso até pode ser bom no início, mas isso deixa a pessoa sem referência de que dia é hoje, do que vai fazer na semana, no mês, no dia, muitos ficam tão frustrados que simplesmente PARALISAM, e é aí que mora o perigo.

O Profissional desanima e se frustra porque as coisas não estão acontecendo no ritmo que ele gostaria e em vez de identificar o que precisa ser feito para melhorar, seja testando outras estratégias, mudando totalmente a abordagem feita até então, se comunicando mais, buscando ajuda especializada, ou mesmo estudando por conta própria, em vez de fazer isso, algumas pessoas jogam a “toalha”.

Eu sei que não é fácil, que ninguém consegue ser forte o tempo todo, mas tem momentos na vida que a gente descobre que SER FORTE É A NOSSA ÚNICA OPÇÃO!

Quando a gente entende isso, uma força lá do fundo da nossa alma toma conta da gente, passamos a perceber que somos mais ricos do que imaginávamos porque temos Fé, temos pessoas que acreditam na gente, seja familiares ou um único amigo(a).

É importante lembrar também que talvez você já tenha passado por outras situações semelhantes ou até piores, procure lembrar o quanto foi forte e como superou, resgate essa força em você.

Você pode até ter perdido algumas partidas, mas o jogo ainda não acabou, tudo pode mudar de uma hora para outra, sabe porquê?

Porque …

Sim, porque tudo isso é temporário, vai passar, tudo passa, os momentos bons e os momentos ruins!

Quando ficamos presentes para isso, aumentamos a nossa RESILIÊNCIA, a nossa SABEDORIA, deixamos de ser vítima do sistema para sermos autores da própria história, muitos percebem que precisam de bem menos do que imaginava para viver bem, outros reavaliam suas contas e percebem que estavam gastando muito mais do que precisavam e que mesmo quando voltar ao mercado serão mais cautelosos, pouparão mais e se planejarão mais, é quando a SABEDORIA toma conta.

Muitos aumentam sua fé e nesse momento tudo fica mais claro, os pensamentos, as ações, as pessoas certas começam a surgir, as ideias vem de várias formas através de pessoas que nem conhecemos, mas o canal está aberto para capitar todas as lições possíveis para sair dessa o quanto antes.

Isso se chama APRENDIZADO, com a dor, com a experiência, esses tendem a nos transformar em pessoas ainda melhores, em profissionais que vão agarrar a próxima oportunidade com muito mais SABEDORIA, GRATIDÃO, é aquela lapidação dura, mas certeira que nos leva para a VITÓRIA.

Entenda: Vai passar, mas o mundo não para, para ficarmos bem, então o jeito é ser FORTE, é REAGIR, respirar fundo, agradecer, entender qual é a lição e ir para cima, com FOCO, com FORÇA e com que dias melhores virão.

É por isso que meu trabalho é de EDUCAR, educar as emoções e as estratégias para sair dessa situação com menos sequelas emocionais, não prometo emprego, mas prometo muita sabedoria e amigos altamente qualificados com o mesmo objetivo, “ajudar e ser ajudado” e isso para mim basta porque os resultados estão chegando todos os dias, sem falsas promessas, mas fortalecendo o “músculo da empregabilidade” em todos aqueles que estão dispostos a ir além.

Estou mandando essa mensagem para todos, tanto para aqueles que eu acompanho de perto, quanto aqueles que não conheço porque no final das contas, se eu conseguir te ajudar de alguma forma, seja com um vídeo ou um artigo meu, para mim já valeu, eu entendi que não estou aqui só para pagar contas, estou aqui para fazer a diferença na vida de profissionais de alguma forma.

Complemento esse artigo com esse vídeo gravado recentemente para gerar ainda mais valor!

Espero de verdade que essa mensagem chegue ao seu coração e que te transborde de segurança, fé e Ação!

Acredite: Vai dar tudo certo! Se fizer sentido para você, comente e compartilhe, alguém pode estar precisando dessa inspiração e me diz o que achou é sempre gratificante saber qual é o retorno daquilo que fizemos para gerar valor ao outro.

Um forte abraço!

Janaína Lima

PS: Gostou desse artigo com vídeo? Então, compartilhe com seus amigos escolhendo um canal abaixo e depois comente o que achou aqui embaixo! Deixe eu saber o que achou! Obrigada!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

11 Comentários

  1. Paulo Galvão disse:

    Janaína, conheci sei trabalho há poucos dias. Estou satisfeito por isso. Seu propósito, cada mensagem em artigo, em vídeo, tem me ajudado a agregar valor a minha sabedoria. Muito oportuno, pois estou nesse processo desafiador de busca por retornar ao mercado de trabalho, e as lições vai melhorar o meu processo, e o resultado pode chegar a qualquer momento. Este artigo em particular é muita sabedoria e sensibilidade com a questão. Você já se tornou minha guru na sua especialidade. Excelente trabalho!

    • Janaína Lima disse:

      Paulo gratidão pelo carinho e pela mensagem, estou longe de ser uma guru, apenas uma profissional apaixonada por gerar valor as pessoas e que também passou por essa fase delicada, não seria justo ter conhecimento, experiência e não compartilhar.
      Fico feliz te poder lhe ajudar de alguma forma, continue me acompanhando logo teremos mais artigos, espero que tenha baixado o e-book e tenha feito a leitura dele, senão fez isso ainda se cadastre aqui no site e baixe o seu.

  2. Jeferson Moreno disse:

    Ola Janaína, gostei muito desse video e algumas palavras que você falou nesse video serviu para me dar forças nesse momento tão difícil da minha vida !

    • Janaína Lima disse:

      Gratidão Jeferson pelo seu feedback, eu tento entregar o meu melhor sempre que possível e espero contribuir de alguma forma com o meu conhecimento para ajudá-los a passar por essa fase de recolocação profissional de forma assertiva. Espero que breve, esteja comemorando a sua Vitória!

  3. Waldemir Litaiff Vasconcelos disse:

    Olá Janaína, muito bom seu vídeo, muito esclarecedor e útil, estou fora do mercado a mais de um ano, no inicio estava aguardando melhoria no mercado e não busquei nova colocação, aproveitei para fazer reciclagem na minha área, porém agora preciso retornar ao mercado e sei que preciso de ajuda, obrigado pelo vídeo.

  4. Tania disse:

    Eu adorei esse post/vídeo. Achei muito motivador e tenho certeza que tudo isso é temporário!

  5. Diego disse:

    Oi Janaína. Conheci seu trabalho a poucos dias através do youtube e posso dizer que suas palavras são muito inspiradoras e motivadoras seguindo suas dicas fica bem mais fácil de enfrentar todos esses desafios impostos pela vida profissional. Grande abraço e obrigado por tudo!