Como conseguir emprego depois da gravidez

O tema desse artigo é: Como conseguir emprego depois da gravidez

Mas claro que meu trabalho não foi desenvolvido só para esse público, também quis homenagear as mulheres nesse artigo e dois homens que marcaram uma fase importante da minha vida profissional.

Todo profissional para ser valorizado e reconhecido, logo percebe que precisa fazer mais que a maioria, seja em termos estratégicos ou operacionais, tudo depende da função, alguns sentirão necessidade de estudar mais, sejam cursos voltados a sua área de atuação, a graduação ou idiomas, cada caso exigirá habilidades e competências diferentes.

Mas sem dúvidas, todos terão que abdicar de algumas coisas em prol de outras em algum momento, isso é ainda mais desafiante quando se é mulher.

Porque a mulher além de precisar provar que é tão boa quanto o homem no trabalho, ainda precisa na maioria das vezes ter tempo para gerar vidas, cuidar, educar e arrumar tempo para si, para casa e para o(a) parceiro(a).

E isso não limita a mulher em nada, pelo contrário, só a torna ainda mais forte, mais dinâmica, mais competente e mais divina por ser capaz de em meio a tantas cobranças, ser parceira de Deus trazendo vida ao mundo. Seja de maneira planejada ou não.

Em algumas situações a mulher descobre que está grávida quando se encontra desempregada, o que muitas vezes faz ela dar uma pausa na busca por um novo emprego para se dedicar a essa vida que deu sinal que deseja vir a este mundo, o foco muda, as prioridades mudam, a saúde e o bem-estar da futura mamãe e do bebê passam a ser as maiores prioridades.

Que fique claro que estou citando esse tema hoje por 3 motivos:

1 – Tenho alunas que estavam animadas para voltar ao mercado de trabalho e de repente descobriram que estão grávidas.

É sempre um misto de choque, medo e alegria, algumas estão aproveitando o momento para seguir com o Programa Recolocação Profissional 2.0, sem pressão, sem maiores cobranças de resultados imediatos, focando no networking, alinhando sua mente, trabalhando o “músculo da empregabilidade” de diferentes formas, para que a volta ao mercado seja mais fácil, assim que estiverem disponíveis para isso.

Se esse é o seu caso. Aproveito para sugerir que leia o artigo sobre Renda Extra, que pode dar boas ideias para um retorno financeiro imediato nesse período, esse é o link do artigo.

Parabéns para vocês! Estou muito orgulhosa, contem comigo e não esqueçam de me dar notícias de como vocês estão, não sumam!

2 – Talvez você não saiba, mas eu decidi trabalhar da forma como eu trabalho por inspiração da minha filha.

Ela é a principal razão de há mais de 4 anos eu ter me tornado Mentora Profissional e Coach de Recolocação Profissional e Empregabilidade e por ter decidido trabalhar usando a internet e cursos online que me permitem ajudar milhares de profissionais e ainda ficar mais presente fisicamente para ela.

Como resultado, consegui alinhar minha paixão por ajudar pessoas com minha experiência de mais de 15 anos com Recrutamento, seleção e gestão de pessoas.

Antes dessa decisão, eu cheguei a viajar com minha filha por alguns Estados do País à trabalho, ela nasceu no Sul do País, mudamos para SP no período de licença, antes dela completar 1 ano mudamos para o RJ à trabalho, e ela começou a andar em Pernambuco, (na época aceitei um grande desafio profissional), por fim, voltamos para São Paulo para ficar mais perto da família e pensar num novo formato de trabalho.

Ser mãe só me tornou mais humana e mais consciente de que precisamos fazer desse um mundo melhor, especialmente para nossos filhos.

Como conseguir emprego depois da gravidez:

3 – Por fim, o motivo desse artigo foi para parabenizar a Daniele Costa, uma aluna que há 2 anos decidiu fazer parte do meu Programa Recolocação Profissional 2.0

…mas pouco tempo depois descobriu que estava grávida, abdicou temporariamente da carreira para cuidar da gestação e depois da sua linda filha.

Essa é uma foto que tiramos antes de nos despedirmos….

Não acredito no acaso, acredito que tudo acontece no momento certo, apesar da Daniele ser de BH, em Setembro de 2019 nos encontramos “sem querer” em Campos do Jordão – São Paulo, num passeio que decidimos fazer na mesma época e escolhemos o mesmo lugar.

Quando eu estava chegando, ela estava saindo e me reconheceu.

O carro dela estava estacionado do lado do meu, ela me chamou pelo nome, se apresentou, disse que era minha aluna e que pretendia voltar ao mercado de trabalho e que iria retomar ao programa.

Acredite: Ela voltou a ter acesso ao programa e em Em menos de 30 dias (meados de Outubro de 2019) recebi o lindo vídeo abaixo, com seu depoimento que está feliz e recolocada.

A ideia desse artigo é inspirar as mulheres a não desistirem dos seus sonhos, sejam eles maternais ou profissionais, se você quiser de verdade, dá para conciliar ambos!

Quando uma Mulher se torna Mãe, isso não a inviabiliza ao mercado de trabalho, pelo contrário, ela vai voltar ainda mais forte e com mais motivos para ser ainda melhor.

Tenho esperança de um País onde a mulher seja mais valorizada, onde a maternidade não seja vista como algo que atrapalhe, onde esse dom divino seja respeitado e valorizado, como nos EUA em que vimos pela primeira vez na história uma mulher grávida aparecer na capa de uma revista americana de negócios, o nome dela é Audrey Gelman.

Espero que um dia possamos sentir o mesmo orgulho por aqui no Brasil.

Eu particularmente, sou grata porque quando fiquei grávida em 2010, consegui cumprir todas as minhas responsabilidades, estava à frente de um Departamento de Treinamento, em um projeto no Sul do país, com mais de 2.000 funcionários, tudo ocorreu muito bem, o Gestor do Projeto foi sensacional, o nome dele é Luiz Cesar de Paiva Carvalho, ele e os meus colegas de trabalho me deram todo apoio quando souberam da minha gravidez e no final, meu Gestor de Projetos ainda fez a gentileza de me recomendar para a Diretora Geral de RH da Multinacional em que trabalhávamos para que após a minha licença eu fosse aproveitada em outros projetos.

Isso para mim foi como ser capa da revista acima, isso abriu portas para todos os demais projetos que participei depois da gravidez, porque um bom gestor soube reconhecer meu trabalho e a Diretora fez valer sua recomendação.

Também pude contar com o apoio dos Sulistas que me receberam muito bem e nos acolheram quando eu mais precisei, tive uma festa linda para receber minha filha, pessoas que me conheciam há pouco tempo, mas que se tornaram inesquecíveis para mim.

Recapitulando: Esse artigo foi para:

  1. Parabenizar a Daniele pelo seu sucesso rápido, logo que voltou a fazer o programa Recolocação Profissional 2.0
  2. Para agradecer ao Luiz Cesar de Paiva por ter sido um dos melhores Gerentes de Projeto que eu já tive.
  3. Para agradecer ao meu marido que sempre me apoiou, inclusive quando eu decidi pedir demissão de um emprego que pagava nossas contas para fazer o que faço hoje, que é ajudar o maior número possível de profissionais a conquistarem um novo emprego e darem uma vida digna para suas famílias, através de conteúdos gratuitos no YouTube e nas outras redes sociais e através dos meus cursos avançados e do Programa Recolocação Profissional 2.0 .

Convite para mudar de nível:

Você está buscando um Novo Emprego?

Se a resposta for sim, inscreva-se para participar do Workshop Novo Emprego, um evento online e 100% gratuito, lá eu ensino tudo que você precisa saber para conquistar um emprego mais rápido e tornar essa jornada mais assertiva clique aqui e participe!

Um forte abraço,

Janaína Lima

Mãe | Mentora | Coach de Recolocação Profissional e Empregabilidade.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!